A nova Classe G – 350 D

Infelizmente e por motivo muitos particulares, a Mercedes-Benz do Brasil não oferece para o mercado brasileiro a versão mais “amigável” da Classe G.

Faz pouco tempo que conhecemos o novo Classe G. Apresentado em carne e osso no último Salão do Automóvel, em novembro de 2018 em São Paulo. Pudemos observar o torcudo, voluptoso e poderoso G63 AMG. Uma caixa poderosa! O carro manteve as linhas icônicas e teve poucos detalhes alterados. A maior mudança mesmo aconteceu na parte de dentro. Com o novo MBUX (sistema de entretenimento multimídia comandado por voz) e nova linha de acabamento, o novo interior da Classe G é um show.

O Astromotors foi atrás da versão 350 D. Um Jipe que bebe diesel e respira aventura. Um Mercedes-Benz puro, com alma de off-road e corpinho de domingo no parque. Quem sabe um dia a Mercedes-Benz do Brasil não traz esse modelo que provavelmente custaria metade de uma G63 AMG. Imagina só! Pagar R$550.000,00 numa Classe G? O mercado iria explodir de alegria!

Linha de motorização diesel.

Poderoso, confortável e superior: os primeiros veículos da nova Classe G vêm conquistando as trilhas off-road do mundo desde junho de 2018. O veículo cross-country convence com desempenho, segurança, sistemas de assistência modernos e excelente manuseio. O line-up do powertrain está agora sendo expandido com uma variante diesel mais eficiente. Os novos modelos estarão disponíveis a partir de janeiro de 2019 e chegarão às concessionárias em mais 2 meses. O novo motor diesel OM 656 também estabelecerá padrões na Classe G em termos de desempenho – tanto dentro quanto fora da estrada. “Nosso objetivo era aumentar o desempenho enquanto reduzimos o consumo e melhoramos as características de ruído ao mesmo tempo”, enfatiza Ola Källenius, responsável pela Pesquisa do Grupo eDesenvolvimento de carros da Mercedes-Benz no Daimler Board of Management.

Tão poderoso e superior como nunca antes.

As características do motor de alto nível incluem o processo de combustão  escalonado, turbocompressor de exaustão de dois estágios, bem como o uso do comando de válvulas variável CAMTRONIC. Isso aquece o sistema de escape sem aumentar o consumo de combustível. O avançado revestimento de parede cilíndrico NANOSLIDE® também reduz as perdas por fricção no sistema de parede do pistão / cilindro e reduz o consumo de combustível. O novo diesel de seis cilindros em linha torna um ícone o “G” mais eficiente até o momento. Produz uma potência de 285 cv e com um torque  binário máximo de 600 Nm entre 1200 e 3000 rpm, é tão potente como nunca antes.

Conforto (também) em novas alturas.

Em parte devido ao novo motor diesel silencioso e harmonioso, a Classe-G prova ser extremamente confortável, mesmo em longas distâncias. Ao dirigir, o sistema de escape e o motor, que também está disposto a girar em velocidades mais altas, produzem muito menos ruído e vibrações no interior. Para reduzir o ruído do motor, as montagens do motor a diesel foram ativamente controladas pela primeira vez. Em velocidades abaixo de 5 km / h, eles são ajustados para amortecer de forma ideal a transferência de vibrações de torção para o chassi  em baixas rotações do motor. Em velocidades mais altas, os dois suportes do motor são automaticamente mais rígidos, o que tem efeitos positivos no conforto vibracional e na dinâmica de direção.

9G-TRONIC a bordo.

Para a transmissão de potência, a transmissão automática 9G-TRONIC com conversor de torque foi especificamente adaptada para atender às necessidades do ícone off-road. Os desenvolvedores usaram um aplicativo de software dedicado para encurtar os tempos de mudança e resposta da transmissão de 9 velocidades e fazer a Classe G parecer ainda mais animada. A ampla relação de transmissão não só torna a condução mais silenciosa e mais confortável, especialmente a baixas rotações do motor, como também contribui para a redução do consumo de combustível. Especialmente na primeira marcha, o off-roader responde aos comandos do pedal do acelerador visivelmente melhor, o que os clientes irão apreciar especialmente quando arrancarem de um semáforo, por exemplo. O “G” agora também é significativamente mais ágil durante curtos trajetos.

Ainda melhor no off-road, mais dinâmico do que nunca na estrada.

Especificamente para a Classe G , o novo eixo dianteiro é projetado de forma tão robusta que o desempenho off-road e as capacidades off-road de seu antecessor são mantidos e parcialmente superados. Os componentes da suspensão dianteira do wishbone duplo são montados diretamente no chassi. Os pontos de fixação do wishbone inferior do quadro, estão em Z e são posicionados o mais alto possível. Esse arranjo garante boa dirigibilidade além do asfalto. Na parte traseira, em contraste com o predecessor, o novo eixo rígido é controlado por quatro braços em cada lado e uma haste Panhard.

Isso torna a condução normal na estrada ainda mais confortável, como qualquer outro SUV. Fora da estrada, o salto da mola traseira de 82 milímetros e rebote de 142 milímetros mais a distância do solo de 241 milímetros para a engrenagem do eixo traseiro ajudam a garantir uma viagem segura mesmo em situações extremas. Graças ao novo design do eixo dianteiro, o desempenho em estrada da Classe G foi aprimorado ao mesmo tempo. Na estrada, o “G” é tão ágil quanto confortável e proporciona ao motorista uma sensação de direção melhor. O off-roader permanece no caminho mais solidamente, e é ágil e sem esforço ao dirigir off-road.

Via Astromotors

Por Mercedes-Benz USA

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp