Mercedes-Benz S Class: Uma história de charme, bom gosto, inovação e segurança

300 “Adenauer

Esta história da Mercedes-Benz Classe Sé uma história de segurança de veículos ao mais alto nível. Uma tradição de inovações excepcionais que surgiram no Classe S e fizeram destes carros premium os pioneiros para novas soluções e uma referência mundial em segurança de veículos. Assim, além de seus próprios veículos, a Daimler estabeleceu uma  continuamente nos padrões de segurança ativa, passiva e integrada para toda a indústria automotiva.

Fintail W111

Tudo começou de verdade mesmo à partir do “Fintail” de 1959 ( W 111)

O  sistema de freios antitravamento foi introduzido no Classe S (W 116) em 1978.

O airbag estreia em 1981 (W 126) juntamente com o  conceito de segurança integral da Mercedes-Benz. Este conceito de definição de tendência foi revelado em 2005 na Classe S (W221) sob o nome PRO-SAFE ™. O conceito de segurança integral também inclui o sistema de segurança preventiva PRE-SAFE®, que foi introduzido na série de modelos Classe S  (W220) em 2002.

Inventando a Segurança Automotiva

A segurança do veículo, por muitas décadas após a invenção do carro, significava lutar por um carro o mais estável possível, com boas características de dirigibilidade, baseado nos quesitos da produção em série e do automobilismo. Na década de 1950, o departamento de pesquisa interna da empresa começou a intensificar seu trabalho em segurança veicular usando novos métodos científicos. Assim foi durante esse período que testes de colisão seletivos (CRASH TEST) e testes de condução começaram a ser realizados.

Foi na década de 1950 também  que a”motorização em massa” se generalizou no Ocidente; o tráfego rodoviário estava se tornando mais pesado e mais rápido, e as estatísticas de acidentes estavam aumentando. Isso levou novas questões urgentes sobre a segurança dos veículos, e os engenheiros da Mercedes-Benz responderam com suas inovações imediatamente Isso acabou resultando em soluções para veículos de produção em série.

Assim, os veículos top de linha da Mercedes-Benz (Classe S)  tornaram-se, de novo, criadores de tendências para novos tópicos de segurança. E sua história também reflete a maneira pela qual a compreensão da segurança dos veículos cresceu e mudou a cada era. A partir da década de 1960, foram desenvolvidos procedimentos como simulação digital e cálculos de desempenho de colisões, entre outros, ferramentas de engenharia altamente complexas e inovadoras na área da segurança automotiva.

F125

Os veículos de pesquisa e experimental também fornecem evidências da importância da Classe S na pesquisa de segurança. Entre outros, os veículos experimentais de segurança ESF 22 (1973) e ESF 24 (1974) baseavam-se nos salões Classe S da série de modelos W 116.

Mais recentemente, um S 400 HYBRID (W221) foi a base para o ESF 2009 apresentado em 2009. E os veículos de pesquisa em Stuttgart previram repetidamente aspectos cruciais da engenharia de segurança que mais tarde estrearam nos saloons do Classe S. Isso continuou até o F125.

Em 2011, foram iniciadas pesquisas, que, proporcionaram idéais visionárias de um possível Classe S tutalmente repaginado num sedã de luxo no ano de 2025.

Segurança veicular como tema principal

A aspiração por uma segurança ainda maior dos veículos levou a inovações que afetaram todas as áreas do carro. Entre outras coisas, os engenheiros da Mercedes-Benz estabeleceram estruturas acolchoadas no interior, melhoraram a segurança da estrutura da carroceria com a ajuda de testes de colisão cada vez mais sofisticados e otimizaram a segurança condicional com ergonomia aprimorada. Todo o chassi também foi melhorado em termos de segurança. Por exemplo, a Mercedes-Benz introduziu freios a disco nas quatro rodas em 1961. O sistema de freio de duplo circuito seguiu em 1963.

ABS

A empresa deu um passo decisivo para o futuro da segurança veicular com a série de modelos W 116 da Classe S, que teve sua primeira exibição pública em 1972. Esta sedâ premium foi caracterizado, entre outras coisas, por desempenho aprimorado de colisão e extremo conforto para ótimas segurança condicional, além de inúmeras soluções detalhadas para segurança passiva e ativa. Sua suspensão dianteira com raio de raspagem zero e controle progressivo anti-mergulho foi uma importante contribuição para a segurança ativa, mas também serviu de base para uma aplicação mais épica: foi na série do modelo W 116 que se lançou o sistema ABS .

O sistema fez sua estréia em série em 1978. Este sistema garantiu que o veículo ainda era capaz de mudar de direção mesmo quando os freios foram totalmente aplicados e também levou ao encurtamento da distância de frenagem, particularmente em estradas molhadas. Levou mais de 20 anos para a ABS ser desenvolvida desde a ideia inicial até a implantação em série: a primeira patente da tecnologia foi arquivada em 1953 pelo Dr. Hans Scherenberg, principal desenvolvedor da empresa de 1966 a 1977.

Do air bag ao ESP®

Pesquisas em andamento tornam os veículos mais seguros e seguros.

Mas o trabalho dos pesquisadores também identifica novas esferas de atividade.

Assim, ficou claro que uma colisão deslocada entre dois veículos é especialmente perigosa e apresenta desafios particularmente difíceis para a estrutura do corpo.

Em 1979, a série de modelos Classe S W126 foi o primeiro carro de passageiros do mundo a responder a esses desafios com a sua estrutura de raio patenteada na seção dianteira do carro, foi o 1º veículo a vir com AIR BAG e ESP

W140

Em 1991, a Mercedes-Benz introduziu a nova série de modelos da Classe S o W140.

Um aspecto crucial deste carro foi a melhoria da segurança estrutural na carroceria para cumprir os requisitos legais para compensar colisões frontais com uma sobreposição de 40% ou menos. Os engenheiros conseguiram isso, em parte, desenvolvendo um membro longitudinal cônico na extremidade dianteira que apresentava nervuras para permitir uma deformação definida

ESP

Além disso, a subestrutura do chassi foi conectada elasticamente a carroceria, formando uma espécie de junção flexível, que transferiria o impácto de forma mais leve para os ocupantes.

O carro também contou com vários outros detalhes, muitos dos quais foram projetados para melhorar a proteção dos pedestres.Em 1995, o Programa Eletrônico de Estabilidade ESP® foi apresentado ao público pela primeira vez. Ao aplicar os freios,  as rodas agiam de forma individual e, ao mesmo tempo, interviam no gerenciamento do motor.Essa inovação da Mercedes-Benz impede que o carro derrape em situações críticas de direção. O ESP® é uma das principais invenções para a segurança ativa. Começando com o Classe S, este sistema inovador encontrou o seu caminho em outros modelos e, finalmente, tornou-se o padrão internacional para a segurança dos veículos modernos em todo o mundo.

Pioneirismo

A Mercedes-Benz é a pioneira da segurança automotiva. Nenhum outro fabricante de automóveis realiza pesquisas tão intensivas nesse campo e trouxe tantas inovações cruciais para o mercado.

Desde a invenção do automóvel em 1886, a Mercedes-Benz, juntamente com suas marcas precursoras, tem sido fundamental para o desenvolvimento da segurança ativa e passiva, estabelecendo um novo marco após o outro no processo de desenvolvimento de projetos de segurança automotiva.

Abaixo a lista de Patentes de segurança da Mercedes-Benz ao longo da história

  • 1900 Wilhelm Maybach desenvolve o Mercedes 35 HP como veículo com segurança rodoviária exemplar. Fatores contribuintes são a longa distância entre eixos, o baixo centro de gravidade, o motor aparafusado ao chassi.
  • 1921 O Mercedes 28/95 HP está equipado com freios nas rodas dianteiras. Os outros modelos de automóveis de passageiros da DMG (Daimler Motoren Gesellschaft)
  • e Benz & Cie. Sigam o exemplo em 1923/24.
  • 1931 O Mercedes-Benz 170 (W 15) é o primeiro automóvel de produção em série com sistema de travagem hidráulico e suspensão dianteira e traseira independente com eixos basculantes.
  • Patente de 1941 nº 742 977, de 23 de fevereiro de 1941, para o quadro de plataforma desenvolvido por Béla Barényi.
  • 1945 Béla Barényi desenvolve os estudos de veículo “Concadoro” e “Terracruiser” neste e nos anos seguintes. Ambos os estudos estão entre os trabalhos mais importantes que levaram segurança à carroceria dos carros.
  • Patente de 1949 No. 827 905 de 23 de abril de 1949 para a fechadura de porta de segurança de pino cônico.
  • Patente n ° 854 157 de 1952, de 28 de fevereiro de 1952, para o corpo de segurança com zonas rígidas de célula de passageiros e de deformação. Implementado em produção em série na série de modelos Mercedes-Benz W 111 em 1959.
  • Eixo do pêndulo de uma articulação de 1954 com ponto de pivô baixo na Mercedes-Benz 220 a da série de modelos W 180.
  • Patente de 1958 No. 1 089 664 de 2 de julho de 1958 para a fechadura da porta do pino de cunha. Lançamento no mercado como equipamento padrão nos modelos “Fintail” em 1959.
  • 1959 Início do teste sistemático de colisão e do uso de bonecos.
  • 1959 Estréia da série de modelos Mercedes-Benz W 111 (“Fintail”) com corpo de segurança, interior amaciado e trava de porta em cunha.
  • 1961 Introdução gradual de freios a disco e sistema de frenagem de circuito duplo na linha de carros de passeio.
  • 1966 Hans Scherenberg e Béla Barényi elaboram a classificação em segurança ativa e passiva que permanecerá válida até a introdução do PRE-SAFE®.
  • 1967 Sistema de direção de segurança com coluna de direção telescópica e amortecedor de impacto em toda a gama de carros de passeio da Mercedes-Benz.
  • 1971 Um pacote inteiro de medidas de segurança ativa e passiva estreia no Mercedes-Benz SL da série modelo 107: tanque de combustível seguro contra colisão acima do eixo traseiro, painel de instrumentos densamente acolchoado, interruptores e alavancas deformáveis ​​ou embutidos, segurança de quatro raios volante com amortecedor de impacto e saliência acolchoada ampla, perfis de deflector de vento recentemente desenvolvidos nos pilares A, grandes luzes traseiras com perfil de superfície estriado para uma resistência extensiva à impactos.
  • 1976 O “eixo de direção de segurança para veículos motorizados”, patenteado por Béla Barényi em 1963, estreia na série de modelos Mercedes-Benz W 123, projetado como uma coluna de direção desmontável.
  • 1978 A segunda geração do sistema ABS estreia na classe S da série de modelos W 116. A Mercedes-Benz apresentou uma primeira versão ainda não pronta para produção em série já em 1970. A partir de 1980, a ABS está presente em todas as séries de modelos.
  • 1979 A Mercedes-Benz Classe S da série de modelos W126 leva em consideração as colisões frontais assimétricas com uma estrutura de membro bifurcado da extremidade dianteira.
  • 1981 O primeiro airbag para motorista do mundo na classe S. A Mercedes-Benz está envolvida desde 1968 na pesquisa deste sistema suplementar de contenção. A partir de 1982 o airbag do motorista está disponível em todas as séries de modelos, o airbag de passageiro segue em 1987, o airbag lateral em 1995.
  • Suspensão traseira Multi-link 1982 no Mercedes-Benz 190 (W 201).
  • 1989 Os novos modelos SL Roadster (R 129) fazem sua estreia com um sistema de esteira integrado nos assentos, além de uma barra de capotamento que aparece automaticamente se o veículo parece estar prestes a capotar em 130 milesegundos.
  • 1995 Sensor de chuva e luzes de xenônio na Mercedes-Benz Classe E da série de modelos W210.
  • Introdução em 1995 da série do Programa de Estabilidade Electrónica ESP® no Classe S Coupé da série de modelos W140.
  • 1996 A Mercedes-Benz introduz o primeiro sistema BAS Brake Assist do mundo em produção em série.
  • 1997 O piso de sanduíche do modelo A-168 da série A faz com que o motor deslize sob a célula do passageiro em uma colisão frontal.
  • 1998 O windowbag é lançado como um extra opcional na classe S Mercedes-Benz.
  • 1999 Premiere do controle de proximidade DISTRONIC.
  • 1999 A suspensão ativa ABC (Active Body Control) é lançada no CL cupê da série de modelos C215.
  • Faróis Bi-Xénon 1999 como equipamento de série no CL cupê da série de modelos W215.
  • 2001 airbags laterais de cabeça / tórax no Roadsters SL da Mercedes-Benz.
  • Sistema de proteção preventiva de ocupantes PRE-SAFE® 2002 no Mercedes Benz Classe S, posteriormente introduzido gradualmente nas outras séries de modelos.
  • 2003 Função de luz ativa com faróis bi-xenon – Classe E W211..
  • 2005 O conceito de segurança integral da Mercedes-Benz combina os vários sistemas de segurança ativa e passiva.
  • 2005 A Mercedes-Benz introduz vários sistemas de segurança no Classe E da série de modelos W 211, por exemplo, DISTRONIC PLUS, Brake Assist BAS PLUS e Night View Assist.
  • 2006 Premiere do freio PRE-SAFE® como opcional no cupê CL da série do modelo 216.
  • 2007 Premiere de Blind Spot Assist como um extra opcional na classe S e CL.
  • 2009 Premiere da ATTENTION ASSIST na Mercedes-Benz Classe E da série de modelos W212.
  • A estabilização de 2009 Crosswind estreia na revista Mercedes-Benz Classe S da série de modelos 221 como uma função adicional do Active Body Control (ABC). O freio de vetorização de torque também estreia em produção em série.
  • Estreia mundial de 2010 do Active Blind Spot Assist e do Active Lane Keeping Assist na Classe CL (C 216) e Classe S (W 221).
  • 2011 Introdução do sistema de assistência por radar COLLISION PREVENTION ASSIST na Classe B (como padrão).
  • 2013 Novos sistemas e sistemas de assistência com várias novas funções-chave (DISTRONIC PLUS com Steering Assist e Stop & Go Pilot, BAS PLUS com Assistência de Tráfego Cruzado, Assistência de Manutenção de Faixa Activa, Highbeam Assist Plus Adaptável, Night View Assist Plus, ATTENTION ASSIST) no Classe S. Novas funções PRE SAFE® (PRÉ-SAFE® Brake, PRE-SAFE® PLUS, PRE-SAFE® Impulse), melhor proteção no compartimento traseiro (extensor do cinto de segurança, bolsa de cinto).
  • 2013 A Mercedes-Benz coloca a comunicação Car-to-X na estrada.
  • 2014 O autocolante QR code, que dá acesso imediato aos serviços de emergência a um cartão de resgate específico para um veículo, também está disponível como opção de retroajuste para os modelos mais antigos da Mercedes-Benz.
  • 2014 O sistema de assistência aprimorada COLLISION PREVENTION ASSIST PLUS é introduzido na família de modelos de classe compactos. Isso amplia a funcionalidade do COLLISION PREVENTION ASSIST pela adição de frenagem autônoma para reduzir o risco de colisões .

Via  InsideBenz – @insidebenz

Por MB Museum

.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp